Sobre o Evento

E com grande satisfação e alegria que anunciamos a estudantes, docentes da educação superior e básica, pesquisadores da história da educação e interessados em geral, o III Seminário de História da Educação do Pará, com o tema: " Estado, Democracia e Educação: Politicas e praticas educativas", que sera realizado nos dias  03 a 05 de junho de 2020.

Este evento, do ponto de vista de nossa história mais recente, é a culminância dos últimos dezoito meses de trabalho acadêmico que vem sendo desenvolvido pelo Grupo de Estudos em Educação no Pará na Primeira República (GEPRE) e pelo Laboratório de Pesquisas em Memória e História da Educação (LAPEM) cujas lideranças são, respectivamente, a Profa. Drª Karla Nazareth Corrêa de Almeida (ICED-UFPA) e o Prof. Dr. Alberto Damasceno (NEB-UFPA).

Essa trajetória conjunta tem sido profícua em aprofundar os estudos da história da educação no período da Primeira República no Pará, resultado do empenho desenvolvido nas atividades de estudos e pesquisas conjuntas, articulando estudantes de graduação e pós-graduação, prática que se mostrou fértil no que tange às temáticas referentes às políticas públicas em educação, impressos pedagógicos e intelectuais e educação na nascente República brasileira no estado do Pará, entre o final do século XIX e início do século XX.


Num momento em que a política vem sendo execrada como dimensão da vida cidadã em nosso país, investir em estudos e pesquisas que discutam a história da educação paraense, tomada num período particular de nossa história política é problematizar a história da educação em nosso estado como uma dimensão da realidade que, contraditoriamente, se colocava e se coloca como palco de disputas de diferentes projetos de educação que por sua vez, apresentam e representam, diferentes projetos de sociedade.


Em tempos nos quais as práticas e ideias conservadoras defendem falaciosamente uma “Escola sem Partido” que, concretamente, significa uma escola de um único partido, tomar parte, assumir uma posição, significa um compromisso com o desvelamento de nossa realidade, que está longe de ser harmônica, senão perpassada por uma diversidade de vozes e sujeitos que não desejam e podem se submeter ao pensamento único daqueles que historicamente oprimem e exploram a maioria de nosso povo.

Essa perspectiva só pode ser alcançada quando sabemos nos situar como sociedade e como sujeitos no interior de nossa própria história, de maneira que, problematizar a história de nossa educação é compreender a dimensão política no campo da história como mais um dos múltiplos palcos nos quais as práticas sociais se desenrolam.


Em tempos em que a história como campo de conhecimento vem sendo paulatinamente expurgada dos currículos da educação básica e também do ensino superior, estudar e pesquisar sobre a história da educação na primeira República no Pará significa produzir conhecimentos sobre nossa realidade local tendo em vista subsidiar e alimentar a formação inicial de educadores com questões pertinentes à nossa história da educação que, por sua vez, articula-se com a história da educação brasileira, resistindo ao caráter pragmatista que vem marcando as últimas reformas curriculares dos cursos de licenciaturas em geral e da Pedagogia em especial, entendendo que o local e o nacional dialogam numa totalidade que é a história de nossa sociedade, atravessada pela pluralidade de eventos que a constituem.


Viva a História!   Viva a História da Educação!   Viva a História da Educação do Pará!